♥ © Copyright ATENÇÃO! Todos os textos aqui são de minha autoria. Caso queira copiar, não esqueça de levar meu nome junto, conforme a Lei nº9.610. Plágio é crime. Cite a fonte! ♥

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Seguindo


E a vida continua. Levo no peito todas as lembranças maravilhosas desta minha vida, e também experiência que adquiri com risos e lágrimas. Tudo o que me fez crescer, sempre valeu muito à pena.

Luciana Mira


11 comentários:

  1. que fofinho beijinhos e tenha uma linda semana keila .

    ResponderExcluir
  2. Mais um belo texto :) adoroooo seu blog..
    Dê uma passadinha no meu diiariodocediario.blogspot.com
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá... Estou participando do concurso do texto mais bonito, gostaria de pedir uma ajudinha... leia o texto se gostar votem em mim.. http://asoonhadora.blogspot.com/2012/02/estou-bem-muito-bem.html
    O link para votação esta lateral ao texto... encontre o meu blog na lista(Dias melhores para Sempre!!!) e vote não esqueça de ler o texto e lindo e sempre vale a pena refletir
    Obrigada!!!!
    Bjks
    Daiana - Dias Melhores para Sempre !!!
    http://daidesiderio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, Luciana! Acho triste pessoas que fogem do crescimento, é o que nos enriquece como ser humano. Que bom que pensa assim! Um abraço!

    ResponderExcluir
  5. nossa, essa frase me fez refletir muito. principalmente : "Tudo o que me fez crescer, sempre valeu muito à pena" :/.
    Adorei o blog, seguindo *-*
    sempre que der eu venho aqui comentar , rs <3
    ahh, segue dvlt? s2

    Bjs e fica com Deus querida.
    bnascimentooo.net.tc

    ResponderExcluir
  6. Concordo e muito! Tudo o que me fez chorar, tudo o que doeu, contribuiu para o meu amadurecimento, então valeu muito á pena!


    bjs linda

    ResponderExcluir
  7. Vale sempre a pena quando vivemos :)

    Beijinho *

    ResponderExcluir

♥ Obrigada por comentar! Comentarei de volta somente se seu blog não tiver verificador de palavras :)

Volte sempre! ♥

Luciana Mira ♥

"Se você me lê será por conta própria e autorrisco." (Lispector)